13 de dez de 2009

COTIDIANO CENTRAL PAULISTANO - 48


(são paulo antiga - casa de mário de andrade na rua lopes chaves)


um dia um poeta louco
cantou-te desvairada
mas seus versos foram poucos
na visão do que te tornaste
ainda mais paulicéia
ainda mais alucinada

Nenhum comentário:

Postar um comentário