26 de dez de 2009

COTIDIANO CENTRAL PAULISTANO - 61


(são paulo atual)


centro urbano
cotidiano
microcidade ampliada
fé degradada
anseio oculto
tempo inculto

centro cotidiano
moda em coda
rabo de arraia
circo de pano
rabo de saia

macrocentro
cidade dentro
do útero maior
infeliz cidade
sentido bruto
do estado de luto
do estado de luta

ao fogo puro
o cristal mais duro
calidoscópica alquimia
cadinho de humanas cores
como doce ambrosia
em doces sabores de alfajores
estranhos falares
fétidos altares
todos entranhados
de todas as crenças
de todas as lendas
de todo o lodo
de novos templários

cauda ampliada
em corpo e cenários
jardins ordinários
de flores de plástico
o centro orgiástico
é centro e mais nada
do circo de pano
do útero urbano
genérica geléia
desairada paulicéia


fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário