8 de abr de 2012

Poemas de amor

(Gianni Strino)



não sei por que escrevo toscos poemas de amor
não sei e não quererás nunca saber
sigo apenas o que sente e o que manda esse desconforto
com que vivo cada momento em que penso
em que penso como seria a vida, como seria,
se não escrevêssemos todos os tolos poemas de amor


6.9.2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário