14 de set de 2011

BRASILIANAS - II

(Autor não identificado)


falando de baixo,





é preciso olhar para cima
para ver o gigante



e o gigante nunca se mostra
como ele é



é preciso olhar de longe
para ver o gigante



e o gigante nunca pisca o olho
amistosamente



é preciso subir muito mais alto
para ver o gigante



e o gigante nunca deixa a andorinha
voar sozinha



é preciso olhar para o norte
para ver o gigante



e o norte quando olhado de repente
dá torcicolo



é preciso derrubar o gigante ao solo...



ah, mas isso o gigante nem pensar
que vai deixar



assim, só nos resta
xingar muito, mas muito mesmo,
o gigante



(dizem que ele se faz de surdo quando é xingado,
mas eu acho que ele não está nem aí
pra quem o xinga:
o que gigante quer
é continuar revirando os olhos
de cobiça e dólar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário