18 de jul de 2015

natureza morta




(Bruegel)



repugnam-me as naturezas mortas,
frutos e flores inertes num cesto
prontas para o fundo da terra

quero a vida plena e o fruto maduro
escorrendo sumo na boca que o abocanha

escorraçados os deuses,
a morte é só a morte e nada mais que a morte


3.4.2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário