12 de set de 2015

fruto do mar



(A. não identificado)




na quilha de liquens e plânctons
língua é  ilha no mar de sargaços
a concha ondeia e a pérola rola
em sumo encrespam-se os vales

eflúvios de sal a cada toque
de lábios com lábios e lambidas
chuva e sol em águas de mares
mistérios gozosos  em plenilúnio

minhas papilas sonham as gotas
de todos os sais e todos os gozos
que espraiam ondas de você:
sabe amar quem sabe a mar


2.9.2015
3.9.2015

5.9.2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário