28 de mai de 2016

crime



(Edvard Munch - The Murderer)




a cidade dorme

uivam os cães à lua
como se lua houvesse
o som do jazz entorpece
não toma corpo a dança
nem batuques alongam o breu

a cidade dorme

sedento o lobo
às duas patas se ergueu
e sem qualquer peleja
da veia o sangue escorre
de dentes afiados goteja

a cidade dorme
a cidade dorme
a cidade dorme

16.5.2016



Nenhum comentário:

Postar um comentário