4 de mai de 2016

para gottfried benn





(Gottfried Benn, by Ivan Solyaev)




descobri-o por acaso
e publiquei-o

depois a tarde quente de outono
trouxe o mormaço e a preguiça

não queria fazer mais nada
apenas brincar com a teclas do computador

então digitei seu nome no google
e comecei a catar seus poemas

comecei a tentar entender 
mastiguei seus poemas fritos em suco de fígado

a tarde inteira gastei ouvindo chopin
deglutindo bile escarrando vísceras

o calor lá fora não abrandava nesse outono
de cadáveres insepultos como o próprio hitler

preenchi páginas e páginas de poemas em alemão
e suas traduções traiçoeiras sem nenhuma insensatez

depois de tantos versos e reversos do corpo
deu-me vontade de mijar, de mijar no túmulo de augusto dos anjos

era para ser uma tarde agradável senhor gottfried benn

5.4.2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário