1 de set de 2009

poemas da guerra - 2

2. 

mais nada a dizer




ah! o silêncio das bombas em casas distantes

ah! o longo silêncio dos mísseis perdidos

ah! o estranho silêncio dos loucos que habitam casas brancas

ah! o silêncio daqueles que não têm mais nada a dizer





(Munch)

Nenhum comentário:

Postar um comentário