31 de mar de 2010

POEMAS DO MUNDO: do fazer poético 1



É sempre fugaz o momento
em que chega - pronto - um verso raro.
No pensar e escrever,
o hiato modifica o pensamento
e torna frouxo o que se vai ler.

E assim, nesse processo
de pensar, lembrar, escrever,
nem sempre me lembro de dizer
tudo aquilo que pensei.

Versos escapam, fogem, negaceiam,
fazem da poesia palavras frouxas;
poeta - escondo meus loucos mundos
e minto que sinto vagas fantasias
e perdem-se, assim, momentos raros
de pura poesia.

22.5.90

(Ilustração: Malevich)

Nenhum comentário:

Postar um comentário