21 de ago de 2011

BRASILIANAS - II






10. falando de penas,



se tivesse vindo em lombo
de burro – ou montado no seu próprio ego –
(em 1492)
esse tal de Colombo
não seria menos cego.
E 8 anos depois,
também metido a besta como o tal
aí de cima,
agora não mais de Espanha,
mas da nobreza mais nobre
da lusitana corte de dom Portugal,
aqui chegou esse tal,
esse tal de Pedr’Álvares Cabral.



Não percebeu nenhum dos dois
o que naquele tempo ocorreu:
eles, terras e riquezas comemoraram,
enquanto os daqui só lamentaram
tê-los encontrado – o europeu.



(Ilustração: Dulcinea Brito)

Nenhum comentário:

Postar um comentário