8 de ago de 2017

beethoven



(René Vincent-Viry - Beethoven)




tudo quanto bethoven escreveu tinha a marca do gênio

não do gênio humano

do gênio de beethoven

dirão alguns no entanto de suas dificuldades conhecidas

de seus achaques

da surdez que o atormentou

da surdez que lhe trouxe tanto sofrimento

beethoven surdo deixou de ouvir os sons do mundo

deixou de ouvir os sons da orquestra que ele regia

não deixou de ouvir os sons que havia dentro dele

a música que percorria seu corpo

reverberava em seus ossos

corria em suas veias

enchia seus pulmões

fazia bater seu coração

a música que acelerava todas as sinapses de seu cérebro

o cérebro de beethoven

o mais complexo computador musical que a natureza criou

beethoven surdo ouvia mais músicas que pudesse sonhar toda a humanidade

em qualquer tempo

em qualquer lugar

enquanto nós simples mortais sem o seu gênio contemplamos o mundo

e vemos nuvens árvores rios animais cidades invenções coisas enfim

o gênio olhava o mundo

e via uma clave de sol

e ouvia os sons

que vêm das estrelas

no início dos tempos

das profundezas das galáxias que existiam metamorfoseadas em sons

dentro dele

beethoven não era surdo

apenas não ouvia o que pensamos que seja música



29.7.2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário