9 de ago de 2017

chega mais



(Gustav Klimt - the kiss)




chega mais ela disse aconcheguei-me em seus braços

foi assim que dormi feliz e acordei saudoso

uma memória feliz que refaz em mim a trajetória

de um tempo que passa num desabrochar de desejo

suave o tempo que para na memória dói no coração

tormentosos os dias em que a vida apenas transpira

sem nada mais que o movimento de ondas na monotonia da tarde

sob as eternas nuvens do tempo reconstruído num moinho de vento

sobrepõe-se o meu castelo a esse vento embrutecido

crestado pelo sol em arestas e reentrâncias de sombras e luzes

aconcheguei-me um dia ao colo lácteo que se arrepiava 

fechei meus caminhos por trilhas de peixes mortos

dormindo enfim na saudade de seus cabelos e de meus ensejos







15.4.2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário