25 de jun de 2015

TEUS PASSOS




(Camille Pissarro)


O que dizer da vida
palavras soltas, tantas, tantas
por aí, se te levantas
e vais ao vento
teu passo eu tento
muito mais lento
acompanhar

 meu violão, meu violão
dentro do peito ressoa
assim, assim a vida
no rio como a canoa

O que dizer dos sonhos
de nuvens belas, tantos, tantos
por aí,  te ouço os cantos
e sonhos loucos
teus cantos roucos
hoje tão poucos
não vais soltar
  
meu violão, meu violão
dentro do peito ressoa
assim, assim a vida
no rio como a canoa

 O que dizer dos rios
que passam lentos, lentos, lentos
mais que esses ventos
nos teus cabelos
sonho desvelos
meus atropelos
por te adorar

meu violão, meu violão
dentro do peito ressoa
assim, assim a vida
no rio como a canoa

Vida, sonho, rios, sons
meu violão, meu violão
canto ao vento, canto
dentro do peito ressoa
não sofro enquanto
assim, assim a vida
nos sonhos loucos
no rio como a canoa
teu passo eu tento
acompanhar.

(Possível letra de música)

(s/d)

Nenhum comentário:

Postar um comentário