15 de set de 2010

POEMAS ESPARSOS - 10


(Guennadi Ulibin)


A dor





A dor é azul como o azul de rosas inexistentes
diáfana e suave
sabe a cheiros de mar a dor
triste e azul como o mar
a dor é fria é gelo é aço
corta em pedaços o ser a dor não sofre fazendo sofrer
a dor não chora
fazendo chorar
e o sal que à boca chega
tem cheiro de mar
do mar não vem a dor
do ar não vem a dor
do fogo não vem a dor
queima afoga expira
no peito em dor
a própria dor.



21.7. 92

Nenhum comentário:

Postar um comentário