5 de set de 2010

POEMAS ESPARSOS - 5


(Guennadi Ulibin)



Genial




Genial é o palhaço Carlitos a capturar num gesto todos os sorrisos,

a esconder num passo a dança

de todas as dores.


Genial é Drummond

a tirar do verso a dor ridente

de si mesma sorrindo.

Genial? Genial é Picasso

a esconder as formas aparentes

em traços aleatórios

de abismos revelados.

Genial é Rodin a pensar o homem

ao pensar na pedra.


Genial é o moço

eternamente sonho a buscar

guerrilhas de liberdade

e a dar ao nome - Guevara - o som

de todas as igualdades.


Genial é, enfim, o homem

que sonha o real,e, ao sonho realizar,

nos caminhos não se perde

de seu louco ideal.






28.7.93

Nenhum comentário:

Postar um comentário