3 de set de 2010

POEMAS ESPARSOS - 4


(Guennadi Ulibin)



SÃO TOMÉ DAS LETRAS




chão de pedra

céu de jade


infinitos


perco meus olhos

olhando além

das águas

das matas

da rocha


flores da pedra

flores de pedra


rudes


cascatas em mármore

mármore em cascatas


azuis




fluido o ar

na rocha a luz

cristais

o eco da luz

na rocha fluida



o sol

nos sóis

dos olhos

os infinitos

horizontes


emoções.




20.2.91

Nenhum comentário:

Postar um comentário