15 de ago de 2016

trova




(Claudio Dantas)




A liberdade que sonho

É uma coisa esquisita:

Se nunca está onde a ponho,

É porque virou visita.








9.7.2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário