10 de mai de 2010

POEMAS DO MUNDO: fractais 2


(Antônio Bandeira)

no abismo
o caos
reflete o reflexo
em ondas e naus
o sistema convexo
da ordem universal
num átomo estranhas
figuras emergem do
fundo o ser
o ver
de novo
a rever o velho em
formas dis
formes
além do fundo
um novo
mundo mais
no abismo
a floriforme
ferida do
caos.




3.56.92


Nenhum comentário:

Postar um comentário