8 de mai de 2010

POEMAS DO MUNDO: lugares... caminhos... 17




Não quero fazer nada
não quero pensar em nada
chega de filosofias
chega de babaquices
que chamam curtir a vida
quero apenas o nirvana
de dentro de teus olhos
e sentir o que sentes
num espelho
mil vezes invertido
mergulhar depois em mim
para achar um pouco
do amor louco que resiste
aos reveses de tudo
não quero amar-te apenas
quero amar esse amor
e perder-me na via-láctea
que me leve ao retorno
do fim dos tempos
começo da vida
quero estilhaços de estrelas
em giroscópicos volteios
a brilhar em tempestades
de prazeres vislumbrados
quero apenas a poesia
a medrar do peito
a subir à mente
como cipós entrelaçados
quero o abismo
que me prometem teus olhos
e do fundo alçar
o vôo sem asas
em asas que me darás
não quero nada
só quero a entrega total
ao sentir mais profundo
à viagem de teu corpo
em etérea nuvem decomposto
e achar enfim
o nada que existe em mim
para ser eterno nos braços teus.



2.6.92

(Ilustração: foto de IVolgin)

Nenhum comentário:

Postar um comentário