21 de out de 2010

POEMAS ESPARSOS - 22


(Guennadi Ulibin)



Os deuses



Criaram os homens aos deuses
para atenderem a seus caprichos.
Sonharam-nos onipotentes e foram por eles dominados.
Já não vivem sem sua memória,
escravos que são dessas criaturas.
Em vez de servirem aos homens,
exigem eles (os deuses), cada vez mais,
sangue, suor e sacrifícios
aos quais devotam extrema indiferença.
Vivem, assim, os humanos presos às próprias criaturas, inertes,
professando crenças antigas,
perdidas no tempo, cravadas na memória,
inúteis como os próprios deuses
um dia inventados para salvá-los.
Num assomo, porém, de estupidez extrema, não contentes do mal que se fizeram,
reuniram os homens num só deus
todos os deuses que então adoravam.E esse deus, mais cruel que os demais,
travou na mente de seus súditos
toda e qualquer possibilidade
de descobrirem o engodo e se tornarem
eles mesmos os verdadeiros deuses.



3.1.94

Nenhum comentário:

Postar um comentário