23 de jul de 2010

POEMAS DE LOUCO AMAR – 12


Navego em mim em busca do sol










Navego em mim em busca do sol
renasce a cada porto de dor
a dor de nova busca
e parto a cada apito
nas ondas em máufrago navegar
da estrela-guia sigo o rumo
sem rumo o meu sofrer
sinto-me alegre e triste
não sei o que sente em mim
barco à deriva
ao branco do sal
azul-perdido às ondas de sol
e sofro e peno e choro
dentro o peito em raios
no não saber o defeito
a fazer-me assim sem porto
a nau a meia vela
arriada dor a meio-pau
transnavega pela vida
o mal profundo de desamor
e choro e peno e sofro
a navegar em mim
a fazer de ti o meu porto
inseguro.



21.7.92


(Ilustração: Picasso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário