15 de out de 2015

COMO BEETHOVEN SURDO COMPONDO A NONA SINFONIA



(Erika Cardoso - o louco)



Como Beethoven surdo compondo a Nona Sinfonia
regi meus versos loucos que nunca serão lidos
ávido de justiça e paz, sem nunca ter alegria,
cantando meus verdes anos perdidos.

Não importam as nuvens negras ofuscando o luar:
a verdade de minha vida é como a noite
tentando emudecer quem não se pode calar
tentando encobrir a revolta com o açoite.

Ladrem os cães da vã justiça nefasta!
Roubem ao amor quem para o amor nasceu!
O infortúnio de alguns dias negros não afasta
a luta de um pai por um filho seu!



BH 29.10.75



Nenhum comentário:

Postar um comentário