22 de dez de 2015

destemor





(Saturno Buttò)




inexoravelmente envelheci
e envileci
devolvo ao mundo as escarificações
que deixou em meu rosto o tempo
e arranco desse mesmo tempo
agora com ódio em cada passo
cada segundo de vida que ele me permite
não apenas vil
não apenas desesperado
não apenas inconformado
mas guerreiro de ossos alquebrados
e alquebrado ritmo de vontade e força
mesmo assim inexoravelmente luto
ao tempo que me resta
talvez não baste o golpe que lhe desfiro
ao tempo que ainda tenho
talvez não importe o meu envilecimento
tardio sim
acrescido todavia das pedras e espinhos
arrancados da pele ao longo dos caminhos
que me vença um dia o maldito
não me baixe a cerviz enquanto houver
um pouco de luz em meus olhos pardos
e o passo derradeiro fique marcado
não no assombro mas no destemor


22.12.2015




Nenhum comentário:

Postar um comentário