10 de dez de 2015

somos todos





(Georgia O'Keeffe - Ram Head)




somos todos sempre
oprimidos e opressores

oprime ao aluno o professor
porque ao professor oprime o diretor
e não pense que não seja oprimido
o diretor por pais de alunos
e por estâncias superiores
e quando menos você espera
vai oprimir ao professor
a rebeldia do aluno
cada vez mais opressora

oprime o pai ao filho
porque ao pai oprime a mãe
e se ela não oprime
será ela a oprimida
que na relação familiar
sempre um ao outro oprime
seja do jeito que for
e às vezes até
o oprimido logo vira o opressor
quando o filho mesmo
torna oprimidos os pais opressores
com birras e chateações
diretas ou sutis de tal forma
que inferno vira qualquer lar


oprime o sábio ao ignorante
quando impõe a todos seu saber
sem que seja totalmente comprovado
e o ignorante ao vizinho oprime
na falta de quem oprimir
mas não se livra o sábio
de ser também oprimido
quando busca patrocínio
nos salões oficiais

oprime o bondoso ao mendigo
exigindo em troca de um centavo
que ele não cheire nem beba
mas logo que se vai o doador
oprime o mendigo ao seu cachorro
que vela seu sono madrugador
e o pobre do cachorro
sem saber a quem oprimir
corre atrás do gato vagabundo

oprime ao rato o gato
atrás dele noite e dia
e o rato oprime o pobre
impondo a ele seus odores
e doenças que não se curam

e assim vive o mundo
um oprimindo o outro
o patrão ao empregado
o empregado ao gari
que por falta de quem oprimir
oprime qualquer um que aparece
seja a sogra ou a lata velha chutada
contra o muro do patrão
oprime ao povo qualquer governo
e o povo então lhe dá o troco
não vota em quem governa
e escolhe outro opressor

vivemos sempre assim
um ao outro querendo oprimir
basta ter oportunidade
que oprimido se torna opressor

talvez só não se sinta oprimida
uma raça chamada ditador
que sempre ferra o povo todo
e fica na boa com seu poder

mas pensando um pouco mais
veremos que mesmo o ditador
o mais cruel opressor
também sofre o desgraçado
por ser burro e acreditar
que há um deus supremo
lá no céu que vai cobrar
sua conta de maldade
e enfiá-lo goela abaixo
do capeta lá no inferno

e então sobra o supremo opressor
esse deus que tudo vê e tudo pune
como a cereja do bolo
na pirâmide dos opressores

esse deus miserável e opressor
oprime com todo rigor
o idiota que nele acredita
que reza noite e dia
estúpido a imaginar
que vai um dia encontrar
o descanso de tanta opressão
 num céu de santo e brigadeiro
e de joelhos se humilha
aos pés do deus vingador
que não tendo quem o oprima
torna-se de si mesmo
prisioneiro de regras e pecados
que nem ele mais sabe o que são
e então lamentando-se pelos cantos
de um céu eterno e aborrecido
ele é a serpente que morde o rabo
eterno oprimido e opressor







6.10.2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário