17 de dez de 2015

dia de silêncio




(Gianni Strino - dolce far niente)




há dias em que é preciso
o silêncio absoluto
não falar
não ouvir
apenas sentir
não o mundo lá fora
cheio de ruídos
mas o que se passa dentro da gente

há dias que é preciso
não ouvir nem o canto dos passarinhos
para que o canto de nossas emoções
entoe a melodia do encontro
de nossos pensamentos com nossos sentimentos

há dias que é preciso
não ouvir nem música nem vozes
para que o silêncio repercuta e aprofunde
tudo aquilo que imaginamos ser
a nossa vida interior

há dias sim que é preciso
o silêncio assustador
do sangue correndo em nossas veias
e das palavras abstratas conectando
sinapses de nosso cérebro

e desse dia de silêncio não é preciso
que brotem ideias brilhantes
que salvem o mundo
mas dele saiamos mais humanos
e olhemos a vida com os olhos
de quem nasceu nesse dia
e está chorando apenas
porque levou um leve tapa na bunda



23.22.2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário