14 de fev de 2016

AMAR-TE É TRAMA

13 


lua, lua, lua



(Mary Meyer - Lua Cheia na Bahia de Todos os Santos)




sabe aquela lua que encontrei no fundo
do meu quintal?
eu te falei dela, amiga, lembra?
aquela lua redonda e branca, branca,
espetada num galho da pitangueira?
pois, é: aquela lua me trouxe
uma espécie de bestagem assim
que me fez ficar mais idiota do que sou
e então, amiga, eu resolvi
te dizer que, ah, não me olhe assim
com esse teu jeito de menina travessa,
não me olhe assim com essa dúvida,
esse meio sorriso de mona lisa,
que fico até mais besta ainda,
e não vou te dizer nunca, nunca,
nem que lua desça do galho
para  me pedir, assim,
com cara de safada que só ela tem
que, nunca, nunca mesmo, eu
vou dizer de novo o quanto
o quanto eu... ah, essa lua!
ela é mesmo muito safada!




13.3.2013 /25.5.2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário