16 de fev de 2016

AMAR-TE É TRAMA

15


mares de minas



(Foto: Fátima Alves - São Tomé das Letras)




pelos mares de minas
singrei meu navio
em busca de porto

soube então que há sinas
que se curam no desvario
de quem vive
sentindo-se morto

quebrei minha âncora
na pedra
que embora ao sol
mantinha-se fria

não há mares em minas
um dia eu o soube
ao atracar na montanha

encheu-se-me a alma
do horror que medra
do fundo abismo
que à minh'alma coube

s/data/31.1.2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário