15 de fev de 2016

AMAR-TE É TRAMA

14  


mãos


(Katsushika Hokusai)



trançavam linhas os dedos ágeis
traçavam retas as agulhas finas
surgiam logo flores e folhas
e pássaros pernaltas
em lagos de luz azul

as mãos de minha irmã
na sala em penumbra e paz
eram o destino que tecia
um  mundo que só existia
nos limites do bastidor

as mãos secaram
a toalha amarelou
depois se desfez
a sala - hoje - é pó
e só a saudade insiste
urdindo com dor a vida
que há muito ela deixou



20.3.2014/22.3.2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário