1 de fev de 2016

AMAR-TE É TRAMA

  
1


adeus



Antonio López




segura a minha mão, amiga,
agora, abraça-me forte,
assim, de tal modo
que eu possa murmurar em teu ouvido
que me arrependo
de não ter-me apaixonado por ti

sim, amiga, agora é tarde
trancado está o meu sentir
sem nenhuma possibilidade
de abrir-se o meu coração

agora é tarde,
e se tardo é porque já não ardo,
envolvido em brumas o meu ser

enovelado em mim,
não tenho mais a perspectiva do horizonte,
não tenho mais o anseio do passo seguinte,
não tenho mais o perfume da noite de lua

só tua mão, amiga, e teu abraço
aquecem-me
obrigado, muito obrigado,
e adeus
17.5.2013


Nenhum comentário:

Postar um comentário