27 de mar de 2016

LUPANÁRIO

23


profissional






com a mão entre tuas coxas
ele - o cliente -
pede-te um beijo

negaceias um pouco
só um pouco

e é pouco, para ele - o cliente -
um beijo no rosto

na boca, na boca - exigente!
tu o olhas, tu te ris
e tascas-lhe com furor
o beijo pedido e bem pago

de dentro da sombra
eu - nem teu cliente nem teu dono -
apenas o voyeur de teus sentimentos,
gemo e choro


4.6.2013



24


enamora-te






- enamora-te de mim - de joelhos
te pedia e cheirava teus pentelhos
enquanto teu membro engolia
- enamora-te de mim - e então
eu deixaria
de uma vez por todas
a putaria
e como um cão
te seguiria
pelas sombras da noite fria
da fria noite da cidade
vazia
-enamora-te - eu não dizia
apenas pensava
enquanto engasgava
com teu gozo
com teu jogo
com teu fogo


27.9.2013


Nenhum comentário:

Postar um comentário