13 de nov de 2015

POEMAS DO COTIDIANO



O inverso de mim



(martin van maele)


Busco em mim o inverso de mim,
para chegar a ti e poder amar-te.
Sou teu espelho e és meu duplo.
Sonho o teu sonho e vives minha vida.
E vivo tua vida quanto sonhas meu sonho.
Univitelinos gêmeos, xifópagos etéreos,
convivemos ambos em cada um.
Se te buscas, encontras-me,
se me busco, encontro-te.



16/4/96

Nenhum comentário:

Postar um comentário