19 de nov de 2015

POEMAS DO COTIDIANO



Cio de lua cheia





Quisera um dia
encontrar-te louca,
cadela vadia
em pleno cio de lua cheia.
Rasgar-te o peito
com minhas unhas,
beber-te o sangue
com minha sede
e fazer de ti a última vítima
do vampiro eterno a morrer de gozo.


5/6/96

Nenhum comentário:

Postar um comentário