16 de abr de 2010

POEMAS DO MUNDO: lira 4




BERCEUSE

Numa tarde de tristeza,
fui buscar o meu passado.
Num momento de lembrança
revi teu rosto tão amado.

Outrora - sonhos a realizar,
no teu corpo - uma esperança,
tantas tardes a passar
lentas e calmas no teu regaço.

Hoje - a tristeza me contempla
numa sombra - um longo abraço.
Olho para trás e só revejo
marcas fundas de meu triste passo.



11.9.90

(Ilustração: Ray Caesar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário