20 de abr de 2010

POEMAS DO MUNDO: lira 8




Perdeu-se no tempo
o meu sonho,
perdeu-se no espaço
a esperança.

Restaram, no entanto, no fundo de seus olhos,
a grande realidade do mundo:
nosso amor inatingível
a reconstruir em cada matiz de brilhos estelares
o sonho, a esperança,
a dor.



7.10.91

(Ilustração: Ray Caesar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário